Imposto de renda 2022: O leão está de volta

Declaração de IR 2022 é obrigatória a para os contribuintes que tiveram o valor maior que R$ 28.559,70

Um ato milenar, o pagamento de impostos é um hábito que está presente há muito tempo em nossas vidas. Na construção da memória das nossas sociedades, os antigos povos mesopotâmicos já realizavam a cobranças de tributos através de bens (o gado) e na forma de trabalho. Outras evidências são facilmente encontradas na Bíblia e, na prática da economia do povo egípcio. 

 Em 1799, na Inglaterra fora instituído um novo sistema de cobrança, o Imposto de Renda (IR) comum até hoje entre os brasileiros. As sociedades sem dúvida evoluíram e com o Brasil não poderia ser diferente. Para este ano são esperadas algumas mudanças no setor, no entanto, as novas regras não foram divulgadas pela Receita Federal e a reforma tributária segue parada no Congresso.

A única mudança é em relação aos prazos. É que agora os brasileiros têm até 31 de maio para entregar a declaração do imposto de renda. Para este ano, os contribuintes que tiveram renda tributável (salário, bônus na empresa) maior que R$ 28.559,70 em 2021 devem ser obrigados a realizar a declaração. A expectativa é que 35 milhões de brasileiros declarem o Imposto de Renda.

A ação de preenchimento do formulário do leão também é válida para as pessoas que tiveram rendimentos isentos, como pagamento de dividendos de empresas ou de retorno de fundo imobiliário, neste caso é obrigatório independentemente do valor de recebimento, com apenas uma cota.

Fique atento às ações e os investimentos

Para as pessoas que durante os meses de 2021 tiveram ganhos de capital na venda de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas é necessário declarar.

Dado que, a declaração que começou este ano se refere ao ano fiscal anterior. Portanto, quem teve até o dia 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens, ou direitos, inclusive terrenos sem construções de valor total ou superior a R$ 300 mil também deve preencher a declaração de Imposto de Renda.

Quem mais deve enviar a declaração?

— Os agricultores rurais que tiverem a receita bruta em valor superior à R$ 142.798,50, ou que pretender compensar, no ano-calendário de 2020 ou posteriores, os prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2020;

— As pessoas que passaram à condição de residente no Brasil em qualquer mês do ano anterior e que nesta condição se encontrava também em 31 de dezembro;

— As pessoas que optaram pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato de venda, nos termos do art. 39 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005;


É necessário declarar o auxílio emergencial?

Ainda não há informações sobre a necessidade de declarar o auxílio emergencial pago em 2021. No entanto, é importante retomar o destaque feito pela Receita Federal em relação ao Imposto de Renda de 2021 (ano-base 2020), em que afirmava que o programa de Governo era uma receita tributável, ou seja, deveria ser declarado na ficha de “Rendimentos Recebidos de Pessoas Jurídicas”.

Na época, quem teve rendimentos tributáveis (contando com o auxílio) acima de R$ 22.847,76 também estava obrigado a fazer a declaração, com isso, os contribuintes que receberam auxílio emergencial e tiveram rendimentos acima junto ao valor correspondente tiveram de devolver os valores recebidos do benefício por ele e seus dependentes.

Entenda porque a sua contribuição é importante

O ato é beneficial para a população:

Com montantearrecadado com Imposto de Renda, o governo faz uso para o custeio de serviços básicos oferecidos para a população, vinculados à saúde, educação e programas de transferência de renda — a exemplo do Bolsa Família.  Projetos ligados à infraestrutura, como estradas, segurança pública, cultura e esporte são beneficiados com uma parcela do dinheiro.

Redistribuição de renda:

Importante mecanismo na transferência de renda o imposto apresenta regras importantes na sua distribuição. Uma delas é o sistema tributário que impõe às pessoas que ganham mais, a cobrança de uma taxa mais alta. E as pessoas que ganham menos pagam um imposto menor. A finalidade é a mesma, O valor recebido atuando como instrumento no avanço de medidas que priorizam a qualidade de vida da população brasileira.

Fonte: Portal G1 Noticias

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

ATENDIMENTO

Segunda a Sexta, das 8h às 18h
Sábado das 8h às 12h
4004 – 0435 ramal 2520 | 0800 880 1717
Whatsapp: (79) 99640-6766
E-mail: [email protected]

onde estamos

Aracaju – SE
Rua João Pessoa, 320 – Sala 720.
Ed. Cidade de Aracaju – Aracaju – Sergipe
Centro – CEP: 49010-130 | (79) 3028-9104

O objetivo do SERVEMEI é ajudar você empreendedor a crescer com sua empresa, sem se preocupar com a burocracia. Por isso, criamos soluções tecnológicas onde você pode contar com serviço de Contabilidade Online, através de um atendimento humanizado e um aplicativo completo. Nele, você pode consultar suas guias de impostos, gerenciar os lançamentos financeiros da sua empresa e conversar com um contador via chat. O registro MEI pode ser feito sem o acompanhamento dos profissionais do SERVEMEI. Pode ser feito em órgãos públicos do Governo gratuitamente, da qual o nosso site servemei.com.br não faz parte, por ser um serviço privado e opcional.

SERVELOJA TECNOLOGIA E SOLUÇÕES LTDA. CNPJ 10.773.370/0001-15 | E-mail: [email protected]

Desenvolvido por:

lets-encrypt